Fechar

Com 50 anos de actividade, a Trivalor, SGPS, S.A. é uma holding de capital 100% nacional que actua no segmento de Business & Facility Services, nas áreas de gestão integrada de serviços, serviços partilhados, saúde e segurança no trabalho, restauração colectiva, restauração pública e catering de eventos, vending, representações e logística, produção alimentar, produção industrial, segurança humana e electrónica, limpeza, benefícios e incentivos, manutenção e gestão de facilities, gestão documental e trabalho temporário e outsourcing.

A abrangente oferta de serviços da Trivalor tem como destinatários empresas e outras organizações públicas e privadas, a operar em diferentes sectores - desde a indústria aos serviços (banca, saúde, ensino, forças armadas e de segurança).

www.trivalor.pt

Processo de fabrico

Introdução

O fabrico de detergentes na BIOSOG, é um processo operacional que envolve um conjunto de atividades detalhadamente planeadas e recursos estabelecidos. O processo tem início com a receção das matérias-primas que entram na composição dos produtos, seguindo-se a fabricação dos produtos, enchimento, embalamento e expedição do produto final.

1

Receção de matérias primas


As matérias-primas são substâncias químicas em bruto que são rececionadas na fábrica e que fazem parte da formulação dos produtos, em termos de especificação e de características físicas e químicas.

2

Produção


A Produção é efetuada por mistura das matérias-primas químicas nos reatores instalados, observando as operações químicas necessárias, para obter o produto de desejado.

3

Controlo de qualidade


O Controlo de Qualidade (CQ) é realizado ao longo do processo de fabrico, por técnicos habilitados em laboratório interno e externo sendo assegurados os seguintes controles: Controlo quantitativo e qualitativo das matérias-primas e materiais de embalagem recebidas; Controlo de produto em curso da fabricação e após fabrico através da verificação do controlo em laboratório das características físico-químicas das amostras; Verificação de algumas características do produto e de peso das embalagens, com instrumentos devidamente calibrados.

4

Embalamento


Após a produção os produtos são acondicionados na tipologia de embalagem adequada, considerando os formatos especificados para o cliente que podem variar dos 250ml a 1000L.

5

Expedição


Efetua-se a paletização do produto acabado, garantindo a correta estiva para posterior distribuição aos clientes finais (utilizadores dos produtos).